Páginas

terça-feira, 4 de outubro de 2016

ASSIS a cidade de São Francisco

Cidade de Assis - Placa de identificação

A história de São Francisco de Assis é uma das mais conhecidas do cristianismo e vai além do mundo dos católicos. O homem que viveu na Idade Média e que desafiou a família deixando tudo para trás por acreditar que o Cristo, aquele que morreu na cruz, não pregava o acúmulo de riquezas e que por isso, a Igreja Católica medieval estava indo para outros caminhos. Com isso deu início a outro segmento da própria Igreja Católica, a Ordem dos Franciscanos, que pregava a humildade e a simplicidade.

Contraditório mas, igrejas dedicadas a São Francisco de Assis, no mundo todo, são as mais ricas e luxuosas. Mas esse post não vai se dedicar a essas questões. O objetivo aqui é apresentar a cidade onde nasceu e viveu Francisco de Assis, uma cidade italiana que ainda guarda toda a sua estrutura medieval e proporciona ao visitante uma incrível viagem no tempo.


A caminho de Assis
Vista da cidade de Assis

É possível chegar à Assis de carro, saindo de Roma. A estrada é muito boa e é uma paisagem com muita vegetação e poucas construções o que se tem ao longo do trajeto.

Um ponto emocionante é avistar no alto, as primeiras imagens que se tem da cidade de Assis. Pedras brancas decorando o monte.







Ao se aproximar mais é possível perceber a Igreja ou Basílica de São Francisco de Assis, com sua torre à esquerda. E a cidade de Assis, literalmente cercando o monte. Como se toda ela fosse uma grande muralha. Uma imagem que nos tira o fôlego.

Interessante pensar na imagem das cidades vistas de longe. Em Assis, uma cidade alta, pois que a vemos de baixo, da estrada, têm-se esse desenho de contorno do monte.


Portal de entrada da cidade de Assis


Ao chegar na cidade de Assis é possível avistar esse portal que dá acesso à entrada da cidade. Acima do portal tem-se um texto em latim.


Texto na entrada da cidade de Assis


















Entrada da cidade de Assis.


Esta é uma das principais entradas da cidade. Ao fundo, vê-se o portal e do lado direito o conjunto arquitetônico como um grande muro de pedra, com janelas e delicadas flores decorando.

Casas da cidade de Assis


Como a cidade foi construída em torno de um monte, as ruas e casas foram seguindo as inclinações naturais do terreno.

São construções que remontam o período medieval, feitas de pedras, com poucas janelas e ruas muito estreitas. Esse conjunto favorece uma verdadeira viagem no tempo.






Escadarias entre as casas de Assis

Entre as casas e para ligar uma rua à outra, existem muitas escadarias semelhantes a essa. Além de proporcionar a circulação das pessoas, também faz a cidade respirar.

Sem contar que é um charme a mais no imaginário de quem visita a cidade pela primeira vez. Causa a surpresa! Não sabemos o que podemos encontrar no final ou no começo da escada, entre um prédio e outro.

Quando caminhei por aqui toquei as paredes geladas de pedra e fiquei imaginando o que já teria acontecido nessa viela... quantas vidas, quantas surpresas, quantos crimes, quantos amores.

Esse espaço entre os prédios, as paredes de pedra, deixam a cidade com esse ar de cidade de outro tempo. Inevitável a sensação de paz ao se respirar ali.


Vitrine de doce em Assis





Para quem gosta de doces, a cidade também oferece vitrines cuidadosamente arrumadas, exibindo uma infinidade de pães, doces e outras guloseimas. Impossível não se encantar com o zelo com a organização dessas vitrines. Parecem espaços que eu não ousaria macular tirando um doce sequer. Eles ficam ali, parados, tentando os olhos de quem passa.









A seguir, mais imagens da cidade de Assis.


Placa de identificação do município de Assis


Exemplar de painel encontrado nas paredes nas fachadas das construções


Construções de Assis.

Fonte em uma das praças de Assis

Placa com identificação da cidade

Vista da Igreja de São Francisco de Assis


Exemplar de construções emparelhadas na cidade de Assis

Vista das construções de Assis com painéis decorativos

Igreja de São Francisco de Assis
Sou católica e tenho em São Francisco de Assis, meu santo protetor. Por que? Porque minha avó contava suas histórias. Contava dos festejos dedicados a ele em Tarauacá, interior do Acre, extremo norte do Brasil, onde ela nasceu e foi criada. E minha avó tinha um quadro com a imagem de São Francisco, com o qual aparece na primeira fotografia feita na casa recém-comprada em Manaus, no começo dos anos 1970.

Nos dias 24 e 25 de junho de 2006, tive a oportunidade de passar por Assis e ver de perto a cidade onde o Francisco das histórias da minha avó nasceu. Hoje, dia 4 de outubro de 2016, dez anos depois, eu escrevo esse post. Rememorando a viagem, rememorando o culto a Francisco de Assis e minha avó que sequer imaginou que um dia, alguém da família andaria por essas bandas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário